Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Análise multitemporal da movimentação da linha das falésias na APA Tambaba
Thaís Benevides Aranha, THYAGO DE ALMEIDA SILVEIRA, João Alexandre Souza Neto, Renata Araújo Rafael, Anna Raquel Dionísio Ramos, Alzira Gabrielle Soares Saraiva

Última alteração: 2012-10-16

Resumo


O litoral brasileiro é banhado pelo oceano atlântico e composto por diversas paisagens ao longo da costa. Entre elas encontram-se as falésias, por sua beleza atrai a exploração turística que compromete sua estrutura. Através de leis, o poder público vem criando áreas de preservação e/ou conservação, com a finalidade de proteger o meio ambiente das ações antrópicas. Neste sentido, as técnicas de geoprocessamento auxiliam na tomada de decisões através do gerenciamento de dados e, por meio de imagens multitemporais mostram os ambientes e suas transformações. O objetivo do presente trabalho foi analisar a variabilidade espaço-temporal da linha de ruptura do relevo, na borda das falésias da APA Tambaba entre os anos de 1985 e 2005, e identificar o uso e ocupação do solo nos limites da APP. Para tanto, foi utilizada uma imagem do satélite IKONOS II de 2005 e fotos aéreas de 1985 para delimitação das linhas das falésias, e o DSAS, que é uma extensão gratuita do ARCGIS, para obtenção de taxas de variação da linha de ruptura do relevo. Como resultados, foram obtidos valores em metros ao ano de erosão e deposição nas falésias da APA Tambaba, e comprovada a existência de edificações irregulares, equivalente a aproximadamente 10% da área total da APP.

Texto completo: PDF