Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Análise comparativa do petróleo bruto e seus derivados: relação entre cadeias carbônicas com a densidade
Ana Costa Oliveira, ALINE ARAÚJO DO NASCIMENTO, KÁSSIA LARISSA PINHEIRO DE LIMA, FELLIPE MARCEL CARVALHO SEVERIANO, JOSÉ DJANILDO DOS SANTOS JÚNIOR, MILTON CÉSAR APOLINÁRIO

Última alteração: 2012-10-16

Resumo


O trabalho realizado consistiu em avaliar o petróleo e seus derivados, com o objetivo de aplicar técnicas de bancada para realização de análises físico-químicas tais como solubilidade, polaridade, densidade, pH, que são critérios de suma importância para uma boa eficiência durante a utilização dos derivados e também para fazer uma relação entre tamanho da cadeia carbônica versus densidade. Para os trabalhos realizados, o petróleo bruto foi cedido pelo pólo petroquímico de Guamaré (PETROBRAS) e os produtos de diferentes marcas, foram obtidos do comércio (Natal – RN). Para a primeira análise de densidade, por método da proveta graduada, utilizou-se uma balança analítica, provetas, e béqueres. Nela as amostras dos derivados foram inseridas simultaneamente em provetas no qual por meio da utilização da massa das amostras e cálculo simples da densidade obtivemos esse parâmetro físico-químico. No método da picnometria, realizou-se calibração com a água destilada para padronização e medição da densidade dos fluidos derivados. Os resultados iniciais para as amostras de lubrificantes (0,84g/mL) apresentaram resultados relativamente fora dos padrões, provavelmente devido ação de aditivos e pouca precisão da técnica. O  pH para todos os derivados, abaixo de 7, foi considerado normal.  Os resultados para o método da proveta variaram bastante e  demonstraram inexatidão e também  imprecisão. Para uma maior confiabilidade dos resultados foi utilizado o método da picnometria para análise da densidade, apresentando valores para a gasolina em 0,75g/mL; querosene entre 0,75 – 0,79g/mL; lubrificantes 0,87 – 0,88 g/mL. A solubilidade dos derivados e do petróleo bruto foi analisada em solventes como água e hexano; No primeiro caso, formaram-se misturas bifásicas e no segundo, unifásicas, devido às diferentes naturezas de polaridade dos solventes.

Texto completo: PDF