Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Avaliação do estado nutricional de adolescentes matriculados em uma escola pública do município de Limoeiro do Norte-CE
Cristiano Silva da Costa, Natália Maria Ribeiro Maia, Francisca Andréa Kércia Silva, Thiago de Sousa Ferreira, Jânia Maria Augusta da Silva

Última alteração: 2012-08-27

Resumo


Estudos científicos evidenciam que é predominante o baixo consumo de produtos lácteos, frutas e hortaliças em contraste com o alto consumo de alimentos industrializados entre adolescentes. A adolescência é uma fase que requer bastante atenção quanto à adoção de um estilo de vida saudável, em que se faz necessário o monitoramento do estado nutricional. Para isto são utilizados parâmetros de avaliação nutricional, tais como: dietéticos e antropométricos. Este trabalho teve como objetivo avaliar o consumo alimentar e o índice estatura para idade de adolescentes de ambos os sexos. A amostra foi composta por 120 adolescentes, entre 10 e 18 anos, estudantes de uma escola pública do município de Limoeiro do Norte-CE. Para analisar a alimentação deste grupo foram aplicadas entrevistas relativas aos seus hábitos alimentares utilizando os marcadores de consumo alimentar propostos pelo Ministério da Saúde, os quais avaliam a freqüência do consumo de alimentos por grupos nos últimos sete dias da semana anterior. A aferição da estatura foi realizada com o auxílio de um estadiômetro da marca Sanny®. Diante dos resultados, observou-se um baixo consumo de verduras e hortaliças e alto consumo de alimentos industrializados (biscoitos, salgadinhos, refrigerantes e outros) o que denotou uma baixa qualidade nutricional dos alimentos consumidos no cotidiano. Quanto à avaliação da estatura, verificou-se que 9,80% dos meninos encontravam-se com baixa estatura para idade e 1,96% com muito baixa estatura para idade, totalizando 11,76% destes com déficit de estatura. Todas as meninas encontravam-se com estatura adequada para as idades. Tendo em vista os aspectos observados, é imprescindível a correção dos hábitos alimentares dos estudantes no que diz respeito ao elevado consumo de produtos industrializados e baixo consumo de frutas e legumes no sentido de tornar saudável a alimentação destes adolescentes e assim possa contribuir para o pleno crescimento e desenvolvimento dos mesmos.

Texto completo: PDF