Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Hidrólise ácida do línter do algodão para produção de açúcares fermentescíveis
Gleycielle Cavalcante Pinheiro

Última alteração: 2012-09-10

Resumo


O línter de algodão é constituído por uma camada de fibras curtas que ficam aderidas à superfície das sementes de algodão. Após a retirada das fibras longas, estas possuem larga aplicabilidade, como na fabricação de papel moeda e, em geral, para a produção de algodão hidrófilo e tecidos cirúrgicos (DA MOTA, 2009). O línter é um resíduo lignocelulósico, logo, constitui-se de três grupos de polímeros: celulose, hemicelulose e lignina. Em virtude do alto teor de celulose (cerca de 98%), o línter pode ser convertido a açúcares fermentescíveis por meio de um pré-tratamento termoquímico, sendo estes açúcares convertidos em energia. Nesta pesquisa foi utilizado o pré-tratamento termoquímico (hidrólise ácida) do línter de algodão tipo 4 utilizando o ácido clorídrico diluído, com o objetivo de solubilizar grande parte da hemicelulose evitando a degradação de seus monossacarídeos formados, que, se hidrolisados posteriormente, formam compostos inibitórios da ação microbiana (furfural e 5-HMF).


Texto completo: PDF