Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Ard-eye: Ferramenta de Assistência Para Deficientes Visuais
João Constantino da Silva Neto, Marília Inês Oliveira Belo, Emanuel França de Araújo, Warley Vital Barbosa, Emerson Ferreira de Araújo Lima

Última alteração: 2012-10-17

Resumo


A tecnologia tem por objetivo maior ajudar o ser humano a executar determinada tarefa. Seja agilizando um processo parcialmente ou substituindo a necessidade de participação do homem, constantemente são desenvolvidos equipamentos para este fim. Entretanto, há uma parcela da população para a qual a tecnologia pode, não só auxiliar, mas devolver habilidades que lhes foram privadas desde o nascimento ou no decorrer da vida. Devolver ao deficiente físico a capacidade de desempenhar uma habilidade funcional constitui, atualmente, um ramo tecnológico denominado Tecnologia Assistiva, que se preocupa na produção de equipamentos e serviços que minimizem os problemas funcionais destas pessoas. No caso deste trabalho, o foco foi utilizar o conhecimento em Robótica a favor dos deficientes visuais, que superam a cada dia as dificuldades de utilização de mídias e, principalmente, de locomoção. Devido à ausência de um planejamento urbano que permita a estes cidadãos o livre trafegar nas vias urbanas, frequentemente ocorrem acidentes em virtude de obstáculos não identificados pela bengala, instrumento essencial para a locomoção destas pessoas quando sozinhas. Com o intuito de evitar tais acidentes, o desenvolvimento desta pesquisa visa a produção de um equipamento que permite a detecção de obstáculos, em especial acima da linha da cintura (área em que a bengala não pode atuar), além de prover a detecção de cores, resultando assim na amenização das dificuldades enfrentadas diariamente pelos deficientes visuais, totais ou de baixa visão.


Texto completo: PDF