Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Diagnóstico comparativo da situação da apicultura nas regiões do Jalapão, Central, Norte e Sul, do estado de Tocantins
Joseane Ribeiro de Menezes Granja Júnior, Clauber Rosanova, Mateus Rodrigues Brito, Lara Ferreira Galvão de Melo, Simara Patricia da Silva, Érika da Fonseca Jardim

Última alteração: 2012-08-28

Resumo


com outros produtos como, cera, própolis, pólen, geléia real, apitoxina e também benefícios diretos a agricultura em função da polinização. O objetivo do presente trabalho foi descrever a situação da apicultura nas regiões do Jalapão, Central, Norte e Sul do Estado de Tocantins. A pesquisa foi conduzida durante o período de abril a agosto de 2012, comparada com resultados de pesquisas realizadas nos anos de 2009 e 2010, tendo sido realizada de forma descritiva como pesquisa de campo, com coleta de dados em 44 municípios situados nas regiões descritas, ficando apenas a região sudeste excluída do diagnóstico, por ser a região menos representativa em termos de produção e atividade apícola no estado. As informações foram coletadas pela Secretaria de Agricultura do Estado de Tocantins- SEAGRO, Federação Tocantinense de Apicultura – FETOAPI e docentes e discentes dos cursos de Agronegócios do IFTO – Campus Palmas/TO. A região Central é a que têm maior produção de mel no Estado, mas, é na região Norte que vem sendo realizados maiores investimentos e valorizações do setor da apicultura. A região Sul é a que possui maior numero de apicultores, porém é a que têm menor produtividade de mel, seguida da região do Jalapão, com menor número de produtores e com menores índices de produtividade, ficando bem abaixo da média nacional e estadual, com apenas 8,36 kg mel/caixa/ano.

.

 


Texto completo: PDF